IMPRENSA | Articulações Políticas |

Frente Parlamentar discute Programa Municipal de Incentivo à Cultura e à Inovação

CDL de Florianópolis participou do encontro na tarde desta terça-feira (30) no plenarinho da Câmara Municipal

A Frente Parlamentar do Desenvolvimento Econômico de Florianópolis abriu o calendário de encontros deste ano, na tarde da última terça-feira (31), no Plenarinho da Câmara de Vereadores. O encontro de caráter extraordinário se deu a pedido das entidades participantes ACIF, ACATE, CDL de Florianópolis, SEINFLO e Floripa Convention & Visitors Bureau para debater a interpretação da Lei Municipal de Florianópolis nº 622/2017, especificamente acerca dos impactos sobre o Programa Municipal de Incentivo à Inovação.

Para o vereador Miltinho Barcelos (DEM), presidente da Frente Parlamentar, esses valores que o Executivo deixa de receber são revertidos em grandes investimentos para a tecnologia e a cultura. “O setor tecnológico em Florianópolis precisa ser estimulado para crescer ainda mais. Isso sem falar na quantidade de projetos culturais que podem florescer e levar arte de qualidade à capital catarinense”, defende Barcelos.

Segundo Hélio Leite, gerente de articulação de negócios da CDL de Florianópolis, muitos projetos sobrevivem na cidade por conta dos programas de incentivo. “A destinação de parte deste recurso é fundamental para fomento nas áreas de cultura e inovação para o desenvolvimento e o crescimento desses segmentos no munícipio”, afirma Leite.

A reunião presidida pelo vereador Miltinho Barcelos (DEM) contou com a participação dos vereadores Lino Peres (PT) e Maikon Costa (PSDB), representantes de entidades empresariais, associações e sociedade civil.

Encaminhamentos

Ficou definido que será montada uma comissão com representantes das entidades envolvidas para elaborar um relatório que será apresentado à Prefeitura de Florianópolis em defesa desses incentivos fiscais. Foi deliberado que a concentração dos materiais ficará sob responsabilidade da Acif para reunir, em conjunto com as demais entidades, as informações necessárias para compor o relatório que será apresentado ao prefeito no início de fevereiro.

Foto: Divulgação/Gabinete do Miltinho Barcelos.

Voltar